Tesla ameaçada com suspensão de vendas na Suécia

Na Suécia levantaram-se dúvidas relativamente aos updates OTA (over the air) e ao Auto pilot e sobre como estes são regulamentados. A agência de transportes sueca através de Anders Gunneriusson afirmou ao SVD:

“We do not think that Tesla worked according to the type approval from the Netherlands. We find the approval given to be contrary to the law.”

Aparentemente o problema seria relativamente aos updates do Auto pilot de 2015 no entanto não se alongaram em muitos pormenores, somente adicionou que:

“In the legislation, we have a clause that means that Sweden will stop the sale of Tesla cars for six months if there is a serious safety risk.”

No entanto a Tesla afirmou que tudo estaria aprovado pela RDW ( reguladora holandesa) e como tal estaria tudo em conformidade com a lei europeia.

Entretanto novos desenvolvimentos ocorreram e a agência de transportes sueca retirou a possível suspensão de 6 meses de vendas emitindo um comunicado:

“The Swedish Transport Agency will not temporarily prohibit the sale of Tesla in Sweden. The matter concerning a safety system in the model model S is now completed by the authority. The media has stated that the Swedish Transport Agency is considering temporarily prohibiting the sale of Tesla in Sweden, as there has been concern that the vehicle has serious road safety deficiencies. As a Member State in the EU, Sweden may prohibit the sale of a vehicle for six months if such suspicions exist. However, it is not relevant. “This is a case we have been following for three years and we are now finishing because we see the risk of accidents with the autopilot system being reduced,” says Anders Gunneriusson, senior advisor at the Swedish Transport Agency.”

Não deixa de ser uma situação um pouco estranha. Não parece ser uma situação muito normal o avanço e recuo de sanções sobre algo que perante a lei europeia cumpre as normas. Ainda por cima a expressão de vendas da Tesla na Suécia é muito baixa, especulando um pouco será que poderá haver algum tipo de interesse na defesa das suas marcas automóveis que em breve vai competir com a marca americana?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *