TSLA esta semana: perde ~3%

O que afectou a empresa:

Com o mercado em pausa na segunda feira devido ao dia do Martin Luther King Jr., a acção começou a semana a reflectir as notícias da sexta-feira passada em que Elon Musk anunciou um despedimento colectivo de 7% dos trabalhadores da empresa e de que a empresa vai anunciar, ainda que positivo, lucro inferior ao trimestre passado.

Os preços nos Supercharger aumentaram em alguns locais mais de 30%, existe um recall activo por problemas nos airbag e vários analistas financeiros também reduziram no início desta semana o preço ideal da acção. Isto pode ter justificado a descida do valor da acção.

Mais para o fim da semana, saíram notícias sobre a homologação Europeia do Model 3, o novo hardware 3.0 para o Autopilot, “Sentry Mode” ( um modo de vigilância permanente do carro), diminuição ligeira nos preços dos Superchargers, contracto de produção de baterias para a fábrica chinesa, negociações com uma empresa de extracção de lithium na Califórnia e a aproximação do anúncio dos resultados do 4º trimestre 2018 podem justificar a pequena subida.

O que esperar na próxima semana:

Quarta-Feira, 30 de Janeiro, serão apresentados os resultados do trimestre anterior, os investidores esperam o segundo consecutivo trimestre positivo o que pode nesta época de volatilidade afectar positivamente a empresa, caso isso não se revele pode levar a empresa a mínimos históricos comparando com o último ano.

A eliminação da bateria de 75kwh, no Model X e S, ainda deixa muitas dúvidas nos investidores, deixou um grande espaço entre o valor mais alto do Model 3 e o mais baixo do Model S, permitindo a entrada de outros construtores neste nível de preço. Os investidores também esperam ter as dúvidas tiradas sobre este assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *